Dicas importantes para viajar com um idoso

A realização de uma viagem muitas vezes é um momento aguardado por toda a família. Para que a viagem seja aproveitada da melhor maneira, é preciso se planejar para conseguir visitar as atrações locais sem ser exposto a riscos, otimizar o tempo e aproveitar o que o destino tem a oferecer.

Quando a viagem é realizada com pessoas mais velhas a atenção deve ser redobrada e o planejamento elaborado com ainda mais atenção para que o momento seja de alegria e não aconteça nenhum imprevisto durante a viagem, sendo assim, separamos algumas dicas importantes para que a viagem seja apreciada por todos.  Confira:

A recomendação mais importante é que o idoso visite seu médico antes da viagem para informar seu roteiro e pedir orientações sobre quais os cuidados devem tomar. Ele é a melhor pessoa para orientar se o idoso está em condições de enfrentar longas horas de viagens, e em condições de ficar um período longe de sua casa. Não esqueça de perguntá-lo sobre possíveis medicamentos que deverá levar para alguma eventualidade.

Planeje a viagem

Crie um roteiro que seja interessante para todo o grupo que realizará o passeio. Caso esteja em seus planos visitar uma atração específica que é muito visada pelo público, compre as entradas com antecedência.

EeMAPo7ODr2vfx3Q7VsmRImd7vPpXz6Crig2KxX-

Em muitos lugares existem filas preferenciais para os idosos, entretanto, essa condição não se aplica aos acompanhantes. A reserva dos lugares com antecedência evitará situações estressantes e filas grandes proporcionando momentos mais tranquilos e agradáveis.

Continuando a dica, evite a reserva de pacotes de viagem completos, ou seja, que já tenham todas as atividades marcadas, pois essa programação costuma ser muito exaustiva e desconfortável para os idosos, considerando o fato de muitas atividades iniciarem cedo e terem previsão para o término muito tarde.

Atenção ao escolher o local

Muitos lugares são complicados para fazer turismo com idosos, com muitas escadas, dificuldade de encontrar banheiro e percursos que demandam longas caminhadas. Por isso pense na acessibilidade do seu destino. Verificar as condições do lugar que será visitado são fatores importantes ao viajar nessa faixa etária.

Procure saber sobre o clima do destino escolhido, já que as pessoas mais velhas são mais vulneráveis às altas temperaturas e aos frios extremos. Outro cuidado é em relação aos riscos e condições sanitárias em que o local escolhido se encontra. Deve-se ter um cuidado intenso com alimentos e consumo de água, utilizando-se apenas os de fontes confiáveis.

Após um dia cheio de tarefas, a tranquilidade é um diferencial para que o idoso consiga descansar. Sendo assim, um lugar afastado de centros onde as festas na cidade são realizadas pode garantir uma noite de sono com maior qualidade.

Pense em todos os detalhes!

O conforto na estadia é importante, mas não se esqueça que o caminho até o destino pode ser muito estressante. Ao planejar a viagem, escolha o modo de transporte que será usado.

Opte por opções que tenham menos tempo de duração, como viagens de avião e sem escalas até o destino. Cadeiras confortáveis e espaçosas também podem tornar o trajeto mais agradável. E se for uma viagem de carro, faça paradas estratégicas.

8fxsNYp9LrtrL2LZZ1ElnNaBdkwiTjXmu8NAMMUL

Esteja atento ao que levar na bagagem

Ajude o idoso a fazer sua mala. Escolha sapatos confortáveis e seguros e coloque um casaquinho a mais, já que idosos tendem a sentir mais frio. Se for uma viagem de avião, observe o que ele irá levar na bagagem de mão para não ter problema com o que pode e não pode ser levado. Lembre-se também de levar na bagagem de mão os medicamentos para o período em que estiver em trânsito para que não haja falha no tratamento durante a viagem.

Confira os medicamentos e o seguro para a viagem

Não saia de casa sem uma farmacinha na bagagem. Tenha certeza que os remédios de uso diário serão levados para a viagem, é bom levar uma quantidade maior, afinal pode acontecer algum imprevisto e o retorno demorar mais que o esperado. Leve também outros medicamentos que o idoso tem o hábito de consumir, como antialérgicos, remédios para dores de cabeça e musculares.

Uma dica importante é ter sempre as receitas dos remédios em mãos, principalmente se forem controlados – tarjas vermelha e preta – que requerem receita médica onde conste o nome do idoso e o carimbo do médico.

Verifique com seu convênio médico se há cobertura no local de destino, no caso de viagem para outros países é prudente fazer seguro saúde internacional, se informando previamente sobre como agir em caso de urgência. Mantenha Carteira de Vacinação atualizada

Cuidados com a alimentação

A alimentação deve ser observada. Comidas típicas de algumas regiões podem causar estranhamento para o idoso, por isso é indicado o cuidado com alimentos gordurosos e com temperos fortes com os quais o idoso não está acostumado. Prefira alimentação leve.

H_atZxiSeYTJ6b8IUq3nfNk_xEJpD5RaORw2QT3C

O consumo constante de água mineral é importante para manter a hidratação do idoso, mantenha sempre uma garrafinha em mãos.

Durante os passeios, leve lanches, pois, os idosos costumam ter horários rígidos para a alimentação e não se sabe exatamente qual a disponibilidade de quiosques e lanchonetes ao longo do caminho.

Lembre-se, a viagem é para o lazer!

Não exija que os idosos tenham a mesma disposição de um jovem com os seus vinte e poucos anos. A viagem deve ser feita de forma leve e relaxante, sendo agradável para todos que participam desse momento. Faça os passeios com calma, respeitando o tempo do idoso para que ele aproveite bem a viagem. Não esqueça de fazer uma pausa entre uma atividade e outra.

A oportunidade de toda família, netos e avôs, conviverem mais proximamente, descobrindo novas coisas, lugares, sabores e sentidos é um momento precioso!
Veja também os posts: Como melhorar a hidratação do idoso no verão e Como a Tecnologia Assistiva pode contribuir para o bem-estar do idoso e saiba como cuidar ainda melhor dos idosos em situações do seu cotidiano.

Postado em