Chegada do Inverno requer atenção redobrada com os idosos

Os idosos são, por natureza, mais frágeis, têm a imunidade mais baixa, reservas funcionais mais baixas e menor capacidade de regular a temperatura corporal. Por isso é preciso ter uma atenção maior com eles para a amenizar o problema.

Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), as maiores ameaças aos idosos no inverno são a hipotermia (queda brusca na temperatura corporal), as infecções (desde um simples vírus da gripe até doenças respiratórias graves) e o aumento de dores crônicas (por exemplo, artrites e artroses).

A hipotermia ocorre quando a temperatura corporal cai a menos de 36,8 graus. Os sintomas mais comuns são fraqueza, fadiga e diminuição do tremor do frio. Em fases mais avançadas, o idoso pode apresentar fala enrolada, perda de consciência e choque.

No frio a musculatura costuma se contrair, o que ocasiona dores no corpo. Quem sofre de problemas nas articulações e na circulação do sangue, sente os efeitos do frio com mais intensidade. Além disso, como os idosos possuem um sistema imune mais frágil, eles estão mais suscetíveis ao aparecimento de gripe e pneumonias nesta época do ano

Para lhe ajudar nessa tarefa, vamos dar dicas de como cuidar de idosos durante o inverno. Confira!

Manter a temperatura corporal estável

- Utilizar roupas e acessórios quentes (casacos, cachecóis, luvas, gorros etc) é uma maneira de evitar que a temperatura corporal do idoso caia;

- Usar cobertores que retenham calor, principalmente no período do sono quando há um declínio da temperatura corporal;

- Se você tiver lareira ou aquecedor em casa, o equipamento pode ser utilizado para aumentar a temperatura do ambiente e aquecer os idosos no inverno. Neste caso, é preciso ter o cuidado de abrir algumas janelas para que o monóxido de carbono possa ir para fora do ambiente.

Hidratação

Esse é um dos pontos mais importantes, pois no inverno e tempo seco o corpo precisa estar mais hidratado. Nos idosos essa questão pode ser um agravante, geralmente sentem menos sede e nessa época tem uma diminuição na vontade de ingerir água. Dessa forma, para evitar a desidratação, é fundamental beber a quantidade de líquido suficiente para manter o nível desejável no organismo. Uma boa estratégia é deixar uma garrafinha de água sempre perto dele. Outra dica é desenvolver o hábito de tomar chá, pois o manterá aquecido e hidratado ao mesmo tempo.

Alimentação-

- Ingerir alimentos quentes, como sopas ou caldos;

-Se a saúde permitir incluir alimentos mais calóricos como chocolate, azeite ou frutos secos

- Evitar bebidas alcoólicas. Estas causam aquecimento, no entanto provocam vasodilatação e por consequência perda de calor e arrefecimento do corpo

Higiene 

- O banho deve ser rápidos e em água morna, pois a água muito quente remove a camada protetora da pele. O local do banho deve ser aquecido.

- Hidratar a pele, não esquecendo mãos, pés e lábios

Faça o idoso se movimentar

Além da dor em si, outro perigo nesses casos é o fato de que tais dores acabam levando o idoso a se movimentar menos, o que por sua vez reduz a capacidade do corpo de manter sua temperatura. Quanto mais exercícios e atividades o organismo realiza, melhor o sangue flui e, por consequência, a temperatura corporal se estabiliza. Ou seja, dores crônicas podem levar à hipotermia.

- É importante que o idoso se movimente ou faça pequenos exercícios físicos, dentro de casa mesmo, para fazer o sangue circular, aumentando a temperatura corporal. Pode fazer exercícios com as mãos, abrindo e fechando para melhorar a circulação. Também mexer os pés, fazer exercícios para os tornozelos, e esticar e dobrar o joelho.

- Fazer exercícios de alongamento com orientação profissional.

- Realizar atividades para quebrar o ciclo da imobilidade, nem que seja passeio em shopping.

Vacina contra a gripe

- Durante o inverno, a doença mais comum e que se propaga rapidamente é a gripe. É de extrema importância que todos tomem a vacina contra gripe. Ela é a maior segurança que o idoso pode ter contra a doença.

- Tomar as vacinas contra pneumonias;

- A imunização melhora a qualidade de vida, pois diminui as chances de contrair doenças;

 

Não esqueça, mesmo no frio, de manter as janelas e portas abertas para melhorar a ventilação.

E que tenhamos um ótimo inverno!

Gostou das nossas dicas? Você pode ajudar muitas pessoas compartilhando este post nas redes sociais!

Postado em